quarta-feira, 18 de março de 2009

Da teoria à prática ou Da aula de domingo à partida treino de terça.


O André enviou-me um email com uma partida que jogou na internet e na qual aplicou algumas das ideias de que falámos domingo - Cavalos no centro, ou como ele disse "Rico Cavalo de e5" que até serve para dar mate!

A abertura podia ter sido melhor jogada.
No momento crítico, em vez de 7. b3?, 7. 0-0! que também seria preferível a 8. Rf1?. Felizmente o adversário também se enganou com 9. ... b5 (Bd3) e depois de 14. ... a6??, o André engatou para uma excelente partida táctica apoiada num conceito posicional que abordámos na última aula quando falámos das estruturas de peões e dos pontos de apoio para os cavalos:



- Em vez de 18. Db5 (que é bom: "Quando se tem vantagem material deve-se trocar as peças, não os peões"), as brancas podiam ter jogado 18. Cb5, atacando a Torre, com ideia de 19. Ba3 que deixa a Dama negra sem casas.

- Não é possível 21. ... Cxc3 devido a 22. Ta8# (com a ajuda do Ce5)

- 30. ... Cxg5 é obrigatório devido à ameaça 31. Txh7# (com a ajuda do Ce5)

Ainda bem que a aula deu para aprender alguma coisa! 8oD

1 comentário:

andre disse...

que raio de jogo

perder ganhar!


:)